IMG 2442compactPreocupada em garantir o controle populacional de cães e gatos no Município, a Prefeitura Municipal, pautada pelo decreto Nº 1574/2018, realizou, no último sábado (14/04), a castração de 43 animais, na antiga escola do bairro Monjolinho.

A ação, que teve iniciativa do Departamento Municipal de Saúde, contou com 4 médicos veterinários, 4 auxiliares  (estudantes de Medicina Veterinária), além de voluntários de diversas áreas. No total, 30 pessoas participaram da ação.

A castração foi gratuita e beneficiou os animais de famílias em vulnerabilidade social, que não teriam condições de arcar com o procedimento, além de cães de rua, que foram levados com a autorização de seus tutores, pessoas que não são donas, mas cuidam deles.

O cadastro dos cães foi feito a partir de um levantamento realizado pela equipe da Vigilância Sanitária e Epidemiologia, coordenado pelo agente Gerson Donizete Martins.

O principal objetivo da campanha é a prevenção contra o aumento da população de cães de rua, além de garantir benefícios à saúde dos animais, como a prevenção de tumores. A próxima ação está prevista para o mês de junho e deve acontecer apenas com gatos, para manter o controle das duas espécies.

A campanha só foi possível graças à união de forças entre os Departamentos de Saúde, que teve a iniciativa e organizou toda ação, assim como Obras pelo transporte dos animais, Meio Ambiente pela coordenação do gestor e médico veterinário Mário Lúcio, dos médicos veterinários voluntários Patrícia Reberte, Allan Ângelo e Dimas Vasconcellos, os auxiliares Cristiano Alves, Mário Bonamichi, Luísa Vecchia, Jéssica Costa e Laura Massari, além do Professor Claybson Barbosa e os demais voluntários. Houve também o apoio da empresa Ourofino Saúde Animal, que doou os medicamentos necessários.