WhatsApp Image 2021 10 21 at 14.56.10 

O projeto de Horta Comunitária Agroecológica Urbana (HOCA-Urbana) está em andamento no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS).

Em um terreno vago, ao lado da sede do CRAS, os servidores do setor viram a oportunidade de aproveitamento do espaço para o cultivo de hortaliças.

Eles organizaram o espaço onde as famílias atendidas, assessoradas por alunos bolsistas do IFSULDEMINAS, cultivam mais de 42 espécies de verduras e legumes. Dentre as plantas produzidas estão alface, acelga, pepino, couve, maracujá, repolho, beterraba, cenoura e espinafre.

A meta do projeto é facilitar o acesso das famílias atendidas pelo CRAS aos alimentos cultivados sem agrotóxicos, prevenir a desnutrição e a deficiência alimentar de crianças e adultos e garantir a boa saúde.

Quem consome as plantas são as próprias famílias beneficiadas pelos programas sociais da prefeitura. “O projeto envolve uma parceria com os estudantes do IFSULDEMINAS, comunidade e funcionários do CRAS. Queremos dar acesso aos alimentos, à promoção da agroecologia, à educação alimentar e ambiental, debatendo a alimentação saudável, com a comunidade”, comentou a assistente social, Caroline Dantas.

O espaço da horta conta com 70 metros quadrados e toda semana tem colheita. Além de verduras e legumes, se cultivam plantas medicinais como boldo, novalgina e capim cidreira.

Um dos voluntários do projeto da Horta Agroecológica é o aluno do curso de Engenharia Agronômica do IFSULDEMINAS – Campus Inconfidentes, Alexander Ferreira. Ele tem formação na área de agroecologia. “Tento compartilhar meus conhecimentos com as pessoas no que diz respeito ao preparo do solo e às técnicas, de acordo com a realidade da comunidade”, explicou o jovem, destacando a orientação oferecida para o manejo correto das plantas.

A meta do projeto é facilitar o acesso das famílias atendidas pelo CRAS aos alimentos cultivados sem agrotóxicos, prevenir a desnutrição e a deficiência alimentar de crianças e adultos e garantir a boa saúde.