Inconfidentes participa de reunião para alinhamento de estratégias de desenvolvimento do Turismo

Criado: Segunda, 06 Agosto 2018

reuniao 02 08Para discutir estratégias para alavancar a economia, assim como o fluxo de turistas e fortalecer as políticas públicas de desenvolvimento do Turismo nos municípios, representantes das cidades que compõem a região turística do Circuito das Malhas do Sul Minas Gerais se reuniram, na última quinta-feira (02/08).

Entre as propostas de desenvolvimento, estão a criação de roteiros, a divulgação da região por meio de parcerias com influenciadores digitais e programas de TV e a criação do calendário mensal de eventos da região. Além destas questões, também foi alinhado com todos os gestores os requisitos que precisam ser cumpridos para o recebimento da parcela do ICMS Turístico para investimento exclusivo nesta área.

Para a presidente do Circuito, Priscila Daiane de Moraes, representante da Prefeitura de Jacutinga, conforme a política de regionalização do Estado de Minas Gerais e as diretrizes do Ministério do Turismo, o Circuito das Malhas, enquanto região, tem um potencial enorme para receber turistas e oferecer boas experiências em negócios, gastronomia, natureza e fé.

O encontro aconteceu na Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Jacutinga e estavam presentes, além dos gestores das Prefeituras de Albertina, Borda da Mata, Inconfidentes e Jacutinga, representantes das Associações Comerciais de Ouro Fino e Jacutinga, e os gestores do Circuito das Malhas.

Sobre o Circuito das Malhas

Localizado em uma região montanhosa, de agradável clima, o Circuito das Malhas, além de oferecer ótimas opções para compras de malhas, crochê e artigos para casa, também é um destino ideal para quem busca a paz, descanso e peregrinação. Albertina, Borda da Mata, Inconfidentes, Jacutinga, Monte Sião e Ouro Fino, são cidades que compõem este Circuito, que cativa a todos os visitantes pela hospitalidade, deliciosa culinária e belezas naturais. O Circuito também faz parte de duas rotas importantes do Turismo Religioso, o Caminho da Fé e o Caminho da Prece.

Além da intensa atividade industrial e comercial, os municípios deste Circuito oferecem aprazíveis atrativos naturais, como cachoeiras, mirantes e trilhas radicais. As águas minerais são abundantes e podem ser encontradas em Jacutinga e Monte Sião. Considerada a “Capital Nacional do Pijama”, Borda da Mata já se tornou conhecida e visitada por inúmeros turistas. Em Inconfidentes, o Crochê movimenta o comércio regional pela sua qualidade, e o modo de fazer este artesanato é Patrimônio do Estado. Algumas cidades do Circuito das Malhas preservam um significativo patrimônio arquitetônico do período áureo da produção de café na região. Em Ouro Fino, o destaque fica para a “Casa do café com Leite”, onde se deu, em 1913, o Acordo Café com Leite, ou Pacto Ouro Fino, quando se reuniram o Presidente de Minas Gerais, Júlio Brandão, e o representante de São Paulo, Cincinato Braga, para decidirem sobre a política do revezamento entre os candidatos dos dois estados na Presidência da República do Brasil.

Dados do Turismo em Minas Gerais

Minas Gerais é o 2º maior Estado do País com número de estabelecimentos no Setor Turístico. Passam pelo Estado mineiro 26,1 milhões de turistas, gerando uma receita de 17,2 bilhões de reais na economia mineira, somente no ano de 2016. O gasto médio diário do turista em Minas Gerais é de R$106,60 e a média de permanência é de 8,7 dias. O Sul de Minas Gerais é a 3º maior região com número de estabelecimentos e de geração de empregos, perdendo apenas para Belo Horizonte e Região Metropolitana. Os dados são do Anuário de 2017 do Observatório do Turismo, da Secretaria de Estado do Turismo de Minas Gerais.