Economia

A economia de Inconfidentes é basicamente voltada para o turismo de compras, indústria têxtil e para a agropecuária, destacando-se a produção de café, alho, leite, milho, bucha vegetal, banana e feijão, mas desenvolve também atividades industriais de extração de minérios e areia. Tudo surgiu quando, em 1909, o Governo do Estado doou à União 810 hectares de terras, para criação de uma colônia agrícola para estrangeiros. Os bandeirantes, estabelecidos às margens do rio Mogi-Guaçu, atraídos pelo ouro das Gerais, foram os primeiros habitantes da região onde se situa Inconfidentes. E, enquanto os maridos cuidavam das lavouras, as mulheres faziam crochê em suas casas. Aos poucos, o comércio dos produtos feitos à mão foi ganhando notoriedade e, assim, o crochê foi tornando-se uma das principais fontes de renda do Município.

Características socioeconômicas:

Renda, Emprego no mercado formal e informal.

A indústria têxtil, o crochê e a atividade agropecuária do município de Inconfidentes são as principais fontes de renda da economia local.

A atividade industrial está expandindo-se cada vez mais. As indústrias de linhas, tapetes, fibras, barbantes, etc. instaladas na cidade investem em novas tecnologias, inovando seus produtos, garantindo a expansão do mercado consumidor. A produção de crochê, tear, bordados e outros produtos artesanais também se expande com a demanda cada vez maior, devido a diversos fatores, como: realização de eventos que divulgam e fomentam os produtos da cidade, marketing institucional do município, qualidade, diversidade e preço dos produtos, entre outros. As malharias do Município também se empenham na qualidade de suas coleções desenvolvidas, driblam as dificuldades da economia têxtil em nível nacional, com criatividade e dinamismo.

Comércio e Serviços: O Município de Inconfidentes dispõe de diversos estabelecimentos comerciais, varejistas e atacadistas. Hoje, a população já encontra na cidade praticamente todos os produtos de que necessita, como: alimentos, bebidas, roupas, calçados, artigos para cama, mesa, banho, presentes, produtos farmacêuticos, entre outros. Possui também diversos prestadores de serviços, como locação de materiais, buffets, sonorização, contabilidade, terceirização de mão-de-obra, clínica médica, consultórios, entre outros.

A atividade agropecuária mostra-se bastante diversificada, destacando-se em valor de produção: o café, o leite, o alho, o feijão, o milho, a batata inglesa e o arroz como principais produtos.

Mesmo possuindo um relevo acidentado, que dificulta sobremaneira a mecanização da lavoura, o município apresenta uma expressiva área cultivada.

A produção agropecuária é comercializada em sua maioria no Estado de Minas Gerais e no Estado de São Paulo, a maior praça comercial.

O sistema de produção agropecuário de Inconfidentes é caracterizado:

1 - Estrutura Tropicalmente Mini-fundiária.

2 - Mão de obra rural dominantemente familiar, típica dos pequenos estabelecimentos, embora com o declínio acentuado.

3 - Exploração direta dos estabelecimentos rurais.

4 - Ocupação dos vales e meias encostas em cultivo de pastagens, a exigir um a modernização no uso de técnicas agrícolas, tais como curvas de nível, drenagem e irrigação dos valores, difusão do uso de campineiras, etc.

A EMATER tem assistido o produtor de Inconfidentes, objetivando uma maior produtividade agropecuária.

Infra-estrutura básica, comunicação e transporte. A eletricidade é fornecida pela CEMIG, a água é tratada pela COPASA, o esgoto é de responsabilidade da Prefeitura Municipal, sendo a “Oi” a empresa de telefonia fixa e a VIVO, a empresa de telefonia móvel.

A cidade e servida pela linha de ônibus da Empresa Gardênia.

A imprensa escrita é feita pelo Jornal de Inconfidentes. A emissora de rádio é a Inconfidentes FM.

O Município possui agência dos Correios, que também funciona como correspondente do Bradesco/Banco Postal. Possui Casa Lotérica, que funciona como correspondente da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.